sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Para um cão,você não precisa de carrões, de grandes casas ou roupas de marca. Símbolos de status não significavam nada para ele. Um graveto já está ótimo. Um cachorro não se importa se você é rico ou pobre, inteligente ou idiota, esperto ou burro. Um cão não julga os outros por sua cor, credo ou classe, mas por quem são por dentro. Dê seu coração a ele, e ele lhe dara o dele. É realmente muito simples, mas, mesmo assim, nós humanos, tão mais sábios e sofisticados, sempre tivemos problemas para descobrir o que realmente importa ou não. De quantas pessoas você pode falar isso? Quantas pessoas fazem você se sentir raro, puro e especial? Quantas pessoas fazem você se sentir extraordinário? (Marley e eu)

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Garotos (Kid Abelha)

Garotos gostam de iludir


Sorriso, planos

Promessas demais

Eles escondem

O que mais querem

Que eu seja a outra

Entre outras iguais...



São sempre os mesmos sonhos

De quantidade e tamanho...



Garotos fazem tudo igual

E quase nunca chegam ao fim

Talvez você seja melhor

Que os outros

Talvez, quem sabe

Goste de mim...



São sempre os mesmos sonhos

De quantidade e tamanho...



Garotos perdem tempo pensando

Em brinquedos e proteção

Romance de estação

Desejo sem paixão

Qualquer truque

Contra a emoção...



Garotos fazem tudo igual

E quase nunca chegam ao fim

Talvez você seja melhor

Que os outros

Talvez, quem sabe

Goste de mim

São sempre os mesmos sonhos

De quantidade e tamanho...



Garotos perdem tempo pensando

Em brinquedos e proteção

Romance de estação

Desejo sem paixão

Qualquer truque

Contra a emoção...



Garotos perdem tempo pensando

Em brinquedos e proteção

Romance de estação

Desejo sem paixão

Qualquer truque

Contra a emoção...

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Wicked Game

The world was on fire and no one could save me but you.

It's strange what desire will make foolish people do.I never dreamed that I'd meet somebody like you.

And I never dreamed that I'd lose somebody like you.



No, I don't want to fall in love (This world is only gonna break your heart)

No, I don't want to fall in love (This world is only gonna break your heart)

With you (This world is only gonna break your heart)



What a wicked game to play, to make me feel this way.

What a wicked thing to do, to let me dream of you.What a wicked thing to say, you never felt this way.

What a wicked thing to do, to make me dream of you and,



I want to fall in love (This world is only gonna break your heart)

No, I want to fall in love (This world is only gonna break your heart)

With you.



The world was on fire and no one could save me but you.

It's strange what desire will make foolish people do.I never dreamed that I'd love somebody like you.

And I never dreamed that I'd lose somebody like you,



No, I want to fall in love (This world is only gonna break your heart)

No, I want to fall in love (This world is only gonna break your heart)

With you (This world is only gonna break your heart)

No, I... (This world is only gonna break your heart)

(This world is only gonna break your heart)



Nobody loves no one

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Diversão - Nila Branco

Já tô cheia de problemas

E você mandando assim

De repente esquece quem sou eu

Se enxerga que talvez

Eu saiba o que é melhor pra mim

Meu coração não morreu



Pode crer...

Pode crer que quem sonhar, um dia o sonho vem

Ah, eu não desisto dessa idéia de poder comemorar...

Você vai ver que tudo vai mudar



REFRÃO:

Esta noite eu quero ir mais além

Eu não devo nada pra ninguém

Vamos dar um tempo pra nós dois

Que a saudade vem melhor depois



Olhe bem para os meus olhos

Tente ver o brilho que eles têm

Eles vão mostrar o meu amor

Você sabe que eu sou uma mulher

Minha parte eu faço bem

Meu coração não mudou

Mudou não



Amanhã quem sabe até te pago um cinema

Mas é que hoje eu já chamei minhas amigas pra sair

E se eu puder, eu vou me divertir



REFRÃO



Pode crer

Pode crer que quem sonhar, um dia o sonho vem

Ah, eu não desisto dessa idéia de poder comemorar

Você vai ver que tudo vai mudar

domingo, 2 de janeiro de 2011

You know, you know, you've got to


Make him express how he feels

And maybe then you'll know your love is real





You don't need diamond rings

Or eighteen karat gold

Fancy cars that go very fast

You know they never last, no, no

What you need is a big strong hand

To lift you to your higher ground

Make you feel like a queen on a throne

Make him love you till you can't come down

[You'll never come down]
 
(...)
 
And when you're gone he might regret it


Think about the love he once had

Try to carry on, but he just won't get it

He'll be back on his knees


(...)
O maior erro na vida é ter medo de errar...

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Saber amar...

Como dizem os Paralamas:


O amor te escapa entre os dedos

E o tempo escorre pelas mãos
O sol já vai se pôr no mar


Saber amar
Saber deixar alguém te amar


Há quem não veja a onda onde ela está
E nada contra o rio...


O tempo está escorrendo pelas mãos... Acho que eu vou parar de nadar contra o rio e aprender a deixar alguém me amar.
Já que aquele que me interessa não se interessa por mim, vou deixar quem se interessa por mim tentar me fazer feliz. Ponto.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Eu vi um Beatle!!!

Eu estava lá?
Eu estava lá.  
Eu estava lá...
Eu estava lá!

EU ESTAVA LÁ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Ontem foi O dia.

O dia em que acordei ansiosa, o dia em que não consegui comer direito, o dia em que pisei no templo sagrado para ver o melhor show da minha vida!

Hoje, após me recuperar, cá estou na internet, lendo várias matérias sobre o show e nenhuma foi tão feliz ao escrever sobre o mesmo como a do Stycer (http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2010/11/22/morumbi-em-transe/ ).

Transe. Essa é a palavra.

Durante vários momentos do show cantei, chorei, gritei, pulei... mas, em muitos eu me senti hipnotizada por aquele que, junto a John, George e Ringo, revolucionou a música mundial: eu não conseguia cantar, chorar, me mexer... parecia que eu estava em transe mesmo, apenas apreciando aquele momento histórico ao qual eu estava fazendo parte.

Foi um show sem tumultos, sem empurras... parecia que todas as pessoas entraram no Morumbi no mais lindo espírito "love" que os Beatles tanto pregaram. Todos conversavam com todos, várias músicas levavam a comentários, lembranças (eu mesma, ao ouvir "Something", me lembrei de outro mágico momento em minha vida: eu, sentada na janela do hotel Transcontinental, em Miami - a janela era enorme, toda em vidro e com uma espécie de muro o qual eu me sentava - olhando a paisagem, ouvindo o cd Abbey Road com a minha mãe. Nós fomos para lá logo depois do falecimento do meu pai e essa viagem nos ligou ainda mais. E esse cd me faz lembrar da minha mãe)

Voltando ao show: jovens e pessoas mais velhas cantando em coro, se emocionando (havia um senhor ao meu lado que a todo o momento secava as lágrimas de seus olhos, cantarolando as mais lindas melodias que eu já ouvi e, perto da gente, jovens abraçados cantando as músicas).

Eu não vivi a Beatlemania como a minha mãe. Mas ontem eu consegui ter uma ideia.

Sir Paul McCartney cantou, dançou, falou algumas frases (lidas) em português... com seu carisma e energia (é incrível, ele passa, sim, uma ótima energia!) conseguiu levantar um coro de 64 mil pessoas, todas emocionadas por fazer parte do show desse ícone!

Seu show é, nada menos do que, uma mega prdução: imagens, sons, iluminação perfeitos! Sua banda, mais do que competente (aqui eu tenho que fazer uma observação sobre seu baterista, Abe Laboriel Jr., que dança do início ao fim na música Dance Tonight e rouba a cena... hilário!)

Estar num show do Paul McCartney e ouvir ali, ao vivo, aqueles arranjos que mudaram a história da música não tem preço. Como não tem preço também a recordação que vou carregar pelo resto da minha vida:

EU VI UM BEATLE!

 (Daigo Oliva/Reprodução G1)

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Show do Paul McCartney

SHOW DO PAUL MCCARTNEY - 2 INGRESSOS À VENDA!!!




Galera, uma amiga comprou dois ingressos para o show do Paul McCartney dia 22, segunda e não poderá mais ir... ela os está vendendo por R$300 (os dois) - ambos são de arquibancada... quem tiver interesse me fala que eu mando o link dela...



bjuxxxxx